Dízimo

DÍZIMO E PARTILHA

“Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento” (2Cor 9,7)

A nossa igreja, assim como todas as outras, necessita de recursos financeiros para poder se manter com as atividades pastorais e administrativas, além da conservação e manutenção do templo religioso e dos salões paroquiais.

Tradicionalmente, nos mantemos através de eventos, promoções, taxas e ofertas. Os eventos e promoções (Quermesse, jantares, campanhas) são ainda necessários, sobretudo para a manutenção e melhorias do espaço físico (templo e salões).

Quanto às taxas (casamento, batizado e crisma), é importante destacar que a Igreja Católica não cobra exatamente pela realização dos sacramentos, já que ninguém pode ser privado de qualquer sacramento por dificuldade financeira. As mesmas são solicitadas para os gastos inerentes aos próprios sacramentos e para as necessidades do clero.

Quanto às ofertas, temos as coletas das missas e algumas doações espontâneas. Em várias ocasiões, as coletas não ficam na paróquia e são destinadas para outras necessidades da Igreja: Campanha da Fraternidade (Domingo de Ramos), Óbolo de São Pedro (Sexta-feira Santa), Campanha Missionária (penúltimo domingo de outubro), Campanha da Evangelização (terceiro domingo do Advento).

Neste período de confinamento social por causa da pandemia da COVID-19, as nossas fontes de renda estão praticamente zeradas e os nossos gastos continuam. É por isso que estamos apelando para a sua generosidade.  

Estamos propondo dois caminhos:  dizimo ou doação avulsa.

O dízimo é uma partilha em forma de compromisso mensal, de acordo com as suas fontes de renda e as suas possibilidades de partilha. A palavra dízimo significa “décima parte”, mas nós não vivemos sob o jugo da Lei e sim sob a ótica do amor fraterno e da liberdade. O que importa é a partilha (compromisso) de parte da sua renda e que você esteja movido pelo espírito de generosidade. Só isso. Que tal ser dizimista? Que tal sentir que a sua igreja está funcionando com parte daquilo que você partilha? A entrega do dízimo é sim um ato religioso e deve fazer parte da vida de todo católico que recebe algum recurso financeiro.

As doações avulsas sempre serão bem vindas, tanto por parte dos nossos paroquianos quanto por parte dos devotos de São Sebastião.

Preencha o formulário abaixo para receber mais informações sobre o dízimo e sobre como fazer a sua entrega.



Entrega na SecretariaDepósito Bancário